sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Ultimo treino de 2010

Ontem a tarde falei com meu amigo mauricio rizzo que eu iria pra sp correr a são silvestre, intão ele ficou de me passar buscar ao meio dia de hoje. Mais ai cheguei do plantão cansado e resolvi não ir, mandei torpedo dizendo que não ia. Agora são silvestre pra min só em 2012 pois ano que vem to de plantão dia 31 no hospital a noite.

Desistindo da são silvestre resolvi pedalar, após o almoço o tempo começou a fechar e o pedal que tava marcado pra bem mais tarde eu resolvi adiantar. Pedalei na estrada 32km so pra tirar aquela nhaca do fim do ano. O tempo fico bem ruim achei que ia chover abandonei no km 32 e voltei pra casa. Mais tarde recebo ligação dos amigos que estavam indo pedalar de mountain bike, ai aproveitei e fiz mais 30 km, puxando bem.

Acabei ficando cansado embora seja pouco treino e no último dia do ano ta bom, deu pra se divertir.
O ano que esta chegando promete muitas emoções e espero que seja o meu melhor ano!

Agora nem sei aonde vou passar a virada, pra algum lugar eu vou dar uma volta, amanha pela manhã vou sair pra treinar de novo pra começar ano novo com pé direito.

Feliz ano novo a todos e que deus abençoe o caminho de vocêis.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Não se deixe enganar pelo Papai Noel na Corrida de São Silvestre

Matéria do site webrun.

“Dia 31 de dezembro do ano passado estava muito bem preparado, mas alguns quilômetros depois da largada um Papai Noel passou por mim me desafiando. Perguntou-me se não era capaz de alcançá-lo”, conta o treinador André Ricardo de Souza, da BR Move Assessoria Esportiva e colunista do Webrun. “Eu me contive, mas não acelerei o ritmo para não me prejudicar durante a prova”.

André aconselha os participantes a serem fiel ao próprio ritmo. “Sabia que o Papai Noel não ia conseguir correr daquele jeito até o final do trajeto e que antes mesmo do início da Av. Brigadeiro já estaria caminhando. Não deu outra. Foi exatamente lá que eu o ultrapassei”, relembra o treinador. “Então deixa o super- homem, a Pedrita e o homem-aranha sair na sua frente sem pensar no dia de amanhã”, brinca.

Além de seguir uma estratégia e saber qual velocidade é a ideal em cada trecho, o professor de educação física também pede proteção em algumas áreas mais delicadas do corpo. “É bom passar vaselina líquida entre os dedos dos pés, na virilha, nas axilas e, no caso dos homens, no mamilo, para não ficar com assaduras. Outra recomendação é não estrear tênis novos. Coloque um que você já está acostumado a treinar”.

Outro item importante é manter uma alimentação saudável e não inovar muito na véspera e no dia da corrida. “Sugiro não comer muita coisa diferente. Alguns pensam que precisam de mais energia e inventam cardápios prejudiciais a performance. O mais importante é uma boa hidratação, no mínimo três litros de água por dia”, orienta.

Detalhes mencionados pelo treinador que também merecem atenção são: Chegar com duas horas de antecedência, ir de preferência de metrô, não levar objetos de valor, esquecer o celular em casa, levar boné e protetor solar. Sobre o treinamento no dia que antecede a prova, a sugestão é 30 minutos de trote leve para quem corre abaixo de 5 min/km. Já o corredor com tempo superior a essa marca deve descansar no dia 30.

Dicas para as mulheres - Já pensou em se preparar o ano todo e no dia D ficar de TPM? Luciana Dias, treinadora e Colunista da Webrun garante que infelizmente nesta situação poucas coisas podem ser feitas. “A mulher normalmente quando sabe que a data da prova coincidirá com a menstruação acaba tomando pílula para evitar os sintomas daqueles dias”, relata Luciana.

Se essa medida não foi tomada, a treinadora acredita que aí restam duas opções apenas. “A corredora fica em casa ou encara a prova. Caso ela participe, é muito importante o uso de O.B, mais um absorvente de máxima absorção. Além de um shortinho mais justo embaixo da bermuda tradicional, que dá mais segurança”. Já em relação ao ritmo, independente se ela está ou não no período menstrual, a professora alerta, assim como André, para não querer acompanhar ninguém.

“Algumas mulheres vão com amigos ou com o próprio namorado. O corredor do sexo masculino sempre tem uma velocidade maior, então é fundamental que os acompanhantes da corredora saibam disso. Ela não deve tentar imprimir um ritmo que não seja o dela, caso o contrário com certeza sentirá muita fadiga ou não completará a prova”, explica.

Segue ai o percurso da prova!














Boa prova a todos!! Divirtam-se

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Treinos natalinos?

Hoje até quem enfim consegui sair de casa, depois de passar tanto mal essa semana nem achava que ia conseguir tão cedo. Só o fato de ver a rua tava ótimo. Passei esses dias indo pro hospital tomar soro devido a diarréia e vomito, devo ter pedido uns 3 kilos, mais agora estou melhor.
Hoje pra min é um dia especial natal ,como é pra todo mundo, mais não estou acostumado com ceia de natal, até porque sempre to de plantão no hospital nessas datas, aqui em casa por exemplo to só agora. Pra min é mais um dia normal portanto.
Durante o dia meu amigo samuel me chamou pra pedalar um pouco falei que ainda tava fraco mais se fosse na pista e eu fosse de speed tudo certo.
Pedalamos bem pouco 24km não foi nem treino só passeio mesmo, colocar a conversa em dia, no percurso ainda fizemos amizade com mais um ciclista o Tavinho, ele também estava de speed mais na verdade ele é atleta do BMX ele estava contando a história dele, participa de brasileiros, paulista de BMX, soa até estranho pra gente aqui na cidade não sabia de alguem que levava a sério o BMX aqui mais que bom que tem né.
Amanha marcamos um pedal de MTB de 40km coisa leve tb só passeio, até virar o ano e eu me recuperar do baque pra voltar a treinar vai ser isso mesmo.
Estou feliz de estar melhor, vou ficando nessa feliz natal a todos meus amigos que seguem blog, ERNANI, JUNIOR, KIKO, ARTUR e a todo mundo que le o blog! Que deus abençoe a todos!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Um dia de merda

Sei que não tem muito a ver com nosso esporte, mais quando li esse artigo não aguentei de tanto rir, ainda mais porque esses dias, to mais ou menos intimo do banheiro rsrs.


Um dia de merda... Luis Fernando Veríssimo (verídico)

Acha seu dia às vezes difícil? Então leia este fato verídico. Aeroporto Santos Dumont, 15:30. Senti um pequeno mal estar causado por uma cólica intestinal, mas nada que uma urinada ou uma barrigada não aliviasse. Mas, atrasado para chegar ao ônibus que me levaria para o Galeão, de onde partiria o vôo para Miami, resolvi segurar as pontas. Afinal de contas são só uns 15 minutos de busão. "Chegando lá, tenho tempo de sobra para dar aquela mijadinha esperta, tranqüilo." O avião só sairia às 16:30. Entrando no ônibus, sem sanitários. Senti a primeira contração e tomei consciência de que minha gravidez fecal chegara ao nono mês e que faria um parto de cócoras assim que entrasse no banheiro do aeroporto. Virei para o meu amigo que me acompanhava e, sutil falei: "Cara, mal posso esperar para chegar na merda do aeroporto porque preciso largar um barro. " Nesse momento, senti um urubu beliscando minha cueca, mas botei a força de vontade para trabalhar e segurei a onda. O ônibus nem tinha começado a andar quando, para meu desespero, uma voz disse pelo alto falante: "Senhoras e senhores, nossa viagem entre os dois aeroportos levará em torno de 1 hora, devido a obras na pista. " Aí o urubu ficou maluco querendo sair a qualquer custo. Fiz um esforço hercúleo para segurar o trem merda que estava para chegar na estação anus a qualquer momento. Suava em bicas. Meu amigo percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para tirar um sarro. O alívio provisório veio em forma de bolhas estomacais, indicando que pelo menos por enquanto as coisas tinham se acomodado. Tentava me distrair vendo TV, mas só conseguia pensar em um banheiro, não com uma privada, mas com um vaso sanitário tão branco e tão limpo que alguém poderia botar seu almoço nele. E o papel higiênico então: branco e macio, com textura e perfume e, ops, senti um volume almofadado entre meu traseiro e o assento do ônibus e percebi, consternado, que havia cagado. Um cocô sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu autor. Daqueles que dá vontade de ligar pros amigos e parentes e convidá-los a apreciar na privada. Tão perfeita obra, dava pra expor em uma bienal. Mas sem duvida, a situação tava tensa. Olhei para o meu amigo, procurando um pouco de piedade, e confessei sério: "Cara, caguei.". Quando meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou-me a relaxar, pois agora estava tudo sob controle. " Que se dane, me limpo no aeroporto." - pensei: "Pior que isso não fico". Mal o ônibus entrou em movimento, a cólica recomeçou forte. Arregalei os olhos, segurei-me na cadeira mas não pude evitar, e sem muita cerimônia ou anunciação, veio a segunda leva de merda. Desta vez, como uma pasta morna. Foi merda para tudo que é lado, borrando, esquentando e melando a bunda, cueca, barra da camisa, pernas, panturrilha, calças, meias e pés. E mais uma cólica anunciando mais merda, agora liquida, das que queimam o fiofó do freguês ao sair rumo a liberdade. E depois um peido tipo bufa, que eu nem tentei segurar. Afinal de contas, o que era um peidinho para quem já estava todo cagado... Já o peido seguinte, foi do tipo que pesa. E me caguei pela quarta vez. Lembrei de um amigo que certa vez estava com tanta caganeira que resolveu botar modess na cueca, mas colocou as linhas adesivas viradas para cima e quando foi tirá-lo levou metade dos pêlos do rabo junto. Mas era tarde demais para tal artifício absorvente. Tinha menstruado tanta merda que nem uma bomba de cisterna poderia me ajudar a limpar a sujeirada. Finalmente cheguei ao aeroporto e saindo apressado com passos curtinhos, supliquei ao meu amigo que apanhasse minha mala no bagageiro do ônibus e a levasse ao sanitário do aeroporto para que eu pudesse trocar de roupas. Corri ao banheiro e entrando de boxe em boxe, constatei falta de papel higiênico em todos os cinco. Olhei para cima e blasfemei: "Agora chega, né?" Entrei no último, sem papel mesmo, e tirei a roupa toda para analisar minha situação (que concluí como sendo o fundo do poço) e esperar pela minha salvação, com roupas limpinhas e cheirosinhas e com ela uma lufada de dignidade no meu dia. Meu amigo entrou no banheiro com pressa, tinha feito o "check-in" e ia correndo tentar segurar o vôo. Jogou por cima do boxe o cartão de embarque e uma maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto de minha parte. "Ele tinha despachado a mala com roupas". Na mala de mão só tinha um pulôver de gola "V". A temperatura em Miami era de aproximadamente 35 graus. Desesperado comecei a analisar quais de minhas roupas seriam, de algum modo, aproveitáveis. Minha cueca, joguei no lixo. A camisa era história. As calças estavam deploráveis e assim como minhas meias, mudaram de cor tingidas pela merda. Meus sapatos estavam nota 3, numa escala de 1 a 10. Teria que improvisar. A invenção é mãe da necessidade, então transformei uma simples privada em uma magnífica máquina de lavar. Virei a calça do lado avesso, segurei-a pela barra, e mergulhei a parte atingida na água. Comecei a dar descarga até que o grosso da merda se desprendeu. Estava pronto para embarcar. Saí do banheiro e atravessei o aeroporto em direção ao portão de embarque trajando sapatos sem meias, as calças do lado avesso e molhadas da cintura ao joelho (não exatamente limpas) e o pulôver gola "V", sem camisa. Mas caminhava com a dignidade de um lorde. Embarquei no avião, onde todos os passageiros estavam esperando o "RAPAZ QUE ESTAVA NO BANHEIRO" e atravessei todo o corredor até o meu assento, ao lado do meu amigo que sorria. A aeromoça aproximou-se e perguntou se precisava de algo. Eu cheguei a pensar em pedir 120 toalhinhas perfumadas para disfarçar o cheiro de fossa transbordante e uma gilete para cortar os pulsos, mas decidi não pedir: "Nada, obrigado." Eu só queria esquecer este dia de merda.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Fim do ano e dia do atleta!

Fim de ano nada animador, pra começar uma diarréia e vomitos febre etc.. Ainda não estou totalmente bem, não consigo alimentar direito, to fraco. Pior de tudo que a são silvestre está ai a 10 dias da prova que eu pensei correr abaixo de 1 hora, acho que não vai ser possível, embora eu ache que essa palavra não se deve conter no meu dicionário. Nos treinos estava correndo abaixo de 1 hora e tinha uma subida de 2km , percurso muito parecido com a são silvestre, cheguei a fazer 57:56 segundos no treino, mais do jeito que estou vai ser difícil, praticamente desisti de fazer a prova vo aproveitar esse resto de dias e me descansar, ou fazer treinos leves quando eu conseguir, a fim de recuperar energias pra começar 2011 que vai ser um belo ano assim espero, pretendo fazer algumas provas boas e com esperança de que tudo de certo nesse novo ano.
Ainda não encaixei o calendário anual de 2011 porquê a CBTRI (confederação brasileira de triathlon), ainda não fez o calendário, enquanto isso segue os treinos, mais assim que estiver pronto tenho que traçar as metas, que como prioridade, tentarei vagas pro campeonatos mundiais de triathlon e Duathlon, o Aquathlon talvez eu faça, depois que fiz uma prova senti o desejo de fazer também.
Segue a lista de onde será os mundiais em 2011 segundo site triathlon.org, lógicamente que é dificil participar de todos mais quem sabe um deles eu vá, dependendo dos patrocinadores que me apóiam. São metas altas mais não impossíveis.
Não consegui achar o mundial de sprint nem olimpico, nem aquathlon quando eu tiver informações eu coloco aqui.

Mundial de Duathlon Gijon, ESPANHA
Mundial longa distancia 05/11/11 NEVADA,USA

Antes de mais nada hoje é o Dia do Atleta parabéns a nós e a todos que praticam alguma atividade física, nós que mesmo trabalhando, arrumamos tempo pra nadar, pedalar e correr!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Mude seus hábitos em 2011

Estatísticas mostram que apenas 3% das promessas de ano novo duram até o final de janeiro. Mas estudos dizem que são necessários 21 dias para criar um hábito

Com a chegada do final do ano, o calendário de provas está cada vez mais escasso, você está se preparando para aquela última prova da temporada, antes do merecido descanso de final de ano para curtir a família, relaxar e recuperar as energias para as provas em 2011.

Um outro pensamento nesta época do ano é o que mudar em você, em seus treinos, em sua rotina, dieta, para que você atinga seus objetivos no ano que vem. E o mais importante, QUANDO MUDAR? 1º de Janeiro? Ano que vem?

O interessante é que estatísticas mostram que apenas 3% das promessas de ano novo duram até o final de janeiro!! Mas qual é o motivo desse tipo de resultado? Um dos motivos é que as pessoas não precisam de um mês para se aceitarem da maneira que são “ex: acordar cedo não é para mim” ou “não quero abrir mão de comer tais sobremesas”.

Mas pode ser que exista uma explicação por trás disso tudo. Estudos dizem que são necessários 21 dias para você criar um hábito, por esse motivo que nossa filosofia de treinos, os atletas são incentivados a focarem apenas um dia por vez, seja com a planilha de treinamento ou com uma nova dieta, até que eles tenha atingido a marca de 21 dias.

Esse é o ponto em que uma nova planilha de trienamento vira um hábito, ou alimentar-se melhor vira rotina. Talvez seja o acúmulo dos efeitos da endorfina, ou apenas costume a seguir disciplinado em sua rotina, mas na marca das tres semanas, vira uma parte natural de sua vida, e não uma tarefa.

Mas isso não explica o motivo pelo qual apenas 3% das pessoas cumprem suas promessas pessoais, então, seja honesto consigo mesmo, se você precisa esperar até janeiro para tomar uma decisão e incorporar uma mudança em sua vida, é bem provável que essa mudança não é lá tão importante para você, caso contrário você começaria a agir hoje! Lembre-se como você age não funciona como uma periodização no esporte, como datas para início de cada planilha e o objetivo de cada.

A vida é uma fórmula que envolve ações, reações e consequências de nossos desejos e necessidades. Entenda sua real vontade, e comece a trabalhar agora para atingir seus objetivos. A força de seu desejo e determinação irá automaticamente resultar em ações para iniciar as mudanças necessárias que você precisa.

Não se esqueça que cada dia que passa e você espera para mudar o que você acha que quer mudar, você na verdade está criando uma rotina de não fazer nada para atingir seus objetivos! Você cria um hábito negativo em que não fazer nada é comfortável.

Cada dia e momento é uma oportunidade de mudar isso, portanto, se organize e comece a agir. Você vai acabar descobrindo que aquela simples ação de começar “agora” já lhe deu uma motivação inicial enorme e sua confiança está em alta. Por exemplo, pare com o sentimento de culpa quando você come besteiras, e comece a sentir sentimentos positivos sempre que comer saudável, você vai se sentir com muito mais energia e vontade para continuar naquela rotina de bem estar e autoconhecimento.

Para fazer parte dos 3% que atingem suas promessas, não comece ano que vem, e sim agora! Não são necessárias regras, ou números. Você não precisa de um dia para começar ou uma promessa, a única coisa necessária é a vontade de alinhar seus objetivos a sua força interna, se concentre nesses aspectos que o resultado aparece.

Bons treinos.

Fonte: Ativo.com

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

10km Pirassununga e Balanço de 2010

Domingo estive na cidade de Pirassununga interior de São Paulo pra fazer os 10km de uma corrida pedestre. Corrida pelo qual não foi cobrada taxa de inscrição, e ainda ganhava um kit com camiseta, gatorade etc..
Eu e meu amigo mauricio partimos as 6 da manhã de Limeira, no caminho o sol logo ja começava a mostrar a sua cara, o qual na hora da prova estava muito forte. Chegamos até que cedo la no local, quando fui pegar meu kit meu nome não estava na lista,
mais o pessoal logo tratou de fazer.
Feito minha inscrição só depois percebi que esqueci meu relogio em casa, que saco, correr sem saber o tempo não é muito agradável.
Bem partimos pro aquecimento e a prova teve um atraso de 20 minutos que deixou muita gente irritado, mais acho que pra min 20 minutos não muda tanto assim, podia ser pior. Me senti bem no aquecimento com a impressão de estar correndo solto, coisa que não aconteceu na corrida.
Estou fazendo base época que não devemos se preocupar com tempo, mais que na real to do mundo se preocupa né?

Largada

Sai pra correr meio esquisito ja não estava se sentindo bem, calor tava forte, e eu correndo totalmente estranho sem noção de tempo, quando olhei pra traz meu amigo mauricio no meu pé, nessa pensei to devagar, logo ele ja comentou o que estava acontecendo comigo que eu estava correndo sem técnica nenhuma, totalmente errado, nesses 10km quebrei um monte de vez, meu amigo corre 10km pra 44 min, e nós corremos juntos boa parte do percurso, ai eu vi que eu tava mal mesmo, no 5km eu emprestei um gél pra ele, e peguei um pra min, o gél tava horrivel extremamente quente, quando tomamos começei a passar mal e ele também diminuimos o ritimo, e logo começou a náusea, definitivamente não era meu dia, nessa hora eu estava arrastando me sentindo pesado. Pouco mais pra frente consegui aumentar um pouco a velocidade e deixar ele pra trás.
Com o tamanho do calor vi umas 4 pessoas caindo no percurso, tava bem complicado, mais resumindo a história terminei arrastando fazendo 40 min ficando em 11 na categoria e 65 geral (péssimo). Aumentei mais de 3 minutos minha corrida terminei a prova com tontura, esqueci até de pegar minha camiseta que foi entregue aós a prova, tive que conversar la porque eu ja tinha entregue meu chip e eles achavam que eu tinha pegado camiseta.
Nessa corrida meu amigo mauricio abaixou seu tempo de 44 minutos pra 40 minutos alto, muito bom ele ficou bem feliz ficando 14 na categoria 40/44.
Comigo mesmo eu fiquei bem chateado, sei que essas coisas acontecem, com qualquer um, mais mesmo assim não era meu dia. O pior que ta chegando a são silvestre se eu continuar com essa corrida não corro abaixo de 1 hora la não. Nos treinos fiz diversas vezes 58 minutos num percurso de 15km com uma subida de 2km aqui no meio do percurso, estava correndo até que tranquilo, mais dessa vez sei que não vai ser assim.

Quanto a 2010 foi um ano até que bom, não tive lesão conseguir ganhar algumas provas na categoria, algumas corridas de rua como principal destacaria Brasileiro de Duathlon conseguindo vaga pro mundial na escócia, competi o panamericano na argentina não indo bem, mais valeu como experiencia, resumindo o ano foi proveitoso, e espero que 2011 seja melhor ainda.
Tive overtraining em 2010 coisa que não desejo pra ninguém um simples trote me deixava totalmente exausto, acho que pelo fato de ter técnicos diferentes nas modalidades, coisa que ano que vem tenho que decidir um técnico só pra não passar por isso novamente.
Bem acho que foi por ai, agora continua os treinos pra melhorar mais em 2011.
Bom final de ano a todos!!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

GPI triathlon em São paulo 2011

A SB5, organizadora do GP Internacional de Triathlon, anunciou mais provas com muitas novidades em seu calendário para 2011. Serão duas competições no Parque Eco-Esportivo Damha, em São Carlos: o GP Damha Triathlon, short triathlon, no dia 02/04; e o GP Extreme, 1000m/100km/10km, no dia 03 de abril.
A primeira é que as provas serão realizadas em São Carlos, no Parque Eco-Esportivo Damha, no estado de São Paulo. O parque possui uma estrutura incrível para esportes, incluindo estradas, piscinas, represa e pista de atletismo.
Com um formato inédito no Brasil, o GP Extreme deve atrair muitos atletas se preparando para o Ironman Brasil 2011. Serão 1000 metros de natação na represa, 100km de ciclismo em 4 voltas nas estradas dentro do Parque e 10km de corrida: 1000/100/10. O interessante é que os atletas profissionais competirão no famoso formato de contra-relógio do GP Internacional, que ocorre duas vezes ao ano (Winter e Summer Edition) em Balneário Camboriú. O percurso desafiador contará com subidas, retas velozes e trechos técnicos. Segundo o organizador, Juliano Salvadori, “As subidas são das boas, ao clássico estilo da ‘Rainha’ no GP Internacional.” A organização afirma que haverá o mesmo rigor no controle de vácuo que acontece no GPi, com penalização de 15 minutos para os atletas flagrados.
Já o GP Damha Triathlon será no formato de short triathlon, com 750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida. Os profissionais também terão a disputa no formato contra-relógio, que a torna ainda mais interessante para o público presente. Para os amadores, continua a regra da proibição do vácuo.

Fonte:mundo tri

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Mais um calendário de provas!! 2011

--------------------------------------------------------------------------------


COPA BRASIL FIT DE SHORT TRIATHLON - PORTO FERREIRA

750m natação 20km ciclismo 5km corrida

Evento Paralelo - Biathlon (Natação e Corrida com metragens variadas)


1ª Etapa (aguarde informações) ............................................................................. 20 de Março
2ª Etapa (aguarde informações) ............................................................................. 01 de Maio
3ª Etapa (aguarde informações) ............................................................................. 07 de Agosto



--------------------------------------------------------------------------------


COPA BRASIL FIT DE DUATHLON - SÃO BERNARDO DO CAMPO

5km corrida 20km ciclismo 2,5km corrida

Evento Paralelo - Corrida / Caminhada de 5Km


1ª Etapa (aguarde informações) ............................................................................. 17 de Abril
2ª Etapa (aguarde informações) ............................................................................. 17 de Julho
3ª Etapa (aguarde informações) ............................................................................. 12 de Outubro



--------------------------------------------------------------------------------


TRIATHLON OLÍMPICO BRASIL FIT - SANTA CRUZ DA CONCEIÇÃO

1500m natação 40km ciclismo 10km corrida



Etapa única (aguarde informações) ....................................................................... 23 de Outubro



--------------------------------------------------------------------------------


III FAST SWIM BRASIL FIT - ETAPA SÃO PAULO

3 baterias de 500m



Etapa São Paulo (aguarde informações) ............................................................. 27 de Novembro

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Biathlon das estações 5 colocado 25/29

No domingo que passou estive participando do Biathlon das estações no Nosso clube de limeira, prova no qual ano que vem serão 4 etapas segundo os organizadores.
Fiquei pensativo quanto ao fazer essa prova porque eu estava de plantão no hospital na noite anterior, ou seja teria que sair do trabalho e ir, fui sabendo que ao todo eu ficaria 24 horas acordado antes da largada, o que me animava era que a prova era curta 500m natação e 3km de corrida, prova pra menos de 30 min. No dia anterior quando fui pegar meu kit tive a oportunidade de fazer o percurso, que era pouco travado pra quem não esta acostumado, com 2 subidas, minha estratégia era concluir a natação, e correr muito forte pra tentar buscar os nadadores que saíram na frente. Essa prova tava recheado de amigos La, o que é a parte mais legal, jogar conversa fora antes da largada. Eu e meu amigo Vicente Junior do blog www.juniortriatleta.blogspot.com , entramos na água pra aquecer um pouco e logo estranhei algo diferente, a piscina ali tinha 5 metros de profundidade por ter aquele lance de saltos ornamentais (acho que é isso que se fala), eu acabei estranhando achei que a natação não tava rendendo, porque nós treinamos em piscina rasa. Depois conversando com pessoal vi que não era só eu que estava estranhando, uma amiga que nada em dois clubes aqui ela falou que sente a diferença nos tiros, agora se isso é fato não sei, estranhei um pouco. Na prova também ficava mergulhadores no fundo tirando foto, era algo inusitado também tinha hora que dava a impressão que eles estavam muito pertos, outro lance esquisito que meus amigos perceberam ,entre as piscinas, quando vc chegava na borda pra retornar , você achava que ia chegar na borda ,mais na verdade tinha mais umas duas braçadas era estranho, a impressão que dava era que estava muito perto.
Resumindo toda história, cai numa raia de nadadores, meu amigo Marcio também tava, acabei querendo sair mais forte, confesso que não foi a melhor estratégia, pra me zuar também na penúltima volta meu amigo puxava meu pé pra me zuar aff, que comédia, deixa o troco vem na corrida. Sai da água consegui fazer uma transição até que rápida, nessa hora eu senti o peso de estar 24 horas acordado, meu corpo tava pesado, e ainda estou no período de base fazendo força, acabou juntando tudo, mesmo assim sai pra correr forte, imprimindo ritimo forte já na primeira subida, antes do 1km já busquei meu amigo que puxou meu pé kkkkk, o troco tava dado. No 2km pouco antes meus amigos gritavam La de cima do clube pra apertar mais o passo, meu amigo Magal berrou os caras não tão agüentando, cada vez que alguém gritava eu apertava mais, e na subida foi um festival de ultrapassagens , nem sei quantos foram mais foi um monte, terminei bem cansado a única coisa que eu queria era ir pra casa dormir.
Acabei a prova na 5 colocação na categoria o que considerei bom pelas horas acordadas e o cansaço. Semana que vem to em Pirassununga numa corrida de 10km depois posto aqui como foi.
Abraços bons treinos


Chegada














Eu vendo meu amigo completar a prova!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Bike no avião

Vi essa matéria no blog do mauro cavanha bem interessante!
Aqui segue uma lista das principais companhias aéreas nacionais, e se elas cobram, ou não, a bicicleta. Em vermelho as que estão na lista negra! Amarelo as que cobram uma taxa sensata. E verde quando a companhia é amiga do ciclista, porém temos que atentar ao peso permitido (voos domésticos 23kg/ voos internacionais 32kg) e ás vezes é exigido que a bike esteja embalada apropriadamente...

Portanto antes de viajar com sua bike não deixe de conferir!!



Não cobram Bike



Não cobram Bike


Não cobram Bike



Não cobram Bike



Não cobram Bike



Não cobram Bike





Não cobram a bike



Não cobra Bike




Internacionais:
American Airlines (domésticos/internacionais) Avianca
British Airways Lufthansa Airlines
Mexicana - Não cobra, porém deve-se apresentar uma carteirinha de confederação.
Swiss Air
United Airlines


A empresa Azul linhas aéreas quase tive problemas com ela só não tive porque mostrei um protocolo que a agência que me vendeu passagem, tinha comunicado a empresa que eu levaria bike, ai apresentei o papel pra moça no aeroporto, e indignado discuti com ela e falei pra ela que ela estava por fora da empresa que ela trabalha! rsrs.
A qatar também foi tranquilo não me cobrou taxa!

domingo, 28 de novembro de 2010

Semana de treino


Essa semana voltei aos treinos como preparação pra 2011, volume foi curto pois a semana foi apenas pra acordar o corpo, leva algum tempo pra pegar ritimo de treino novamente, foram treinos bem leves a planilha foi essa.

Segunda: Corrida 60min , Bike 60´giro.

Terça: Natação: A - 1000 m bem fraco estilo crawl B - 6x 50 m ritmo de prova (i= descanso total) C - 3x100 m BR c/ flutuador crawl E - 400 m solto estilos livres. 2000m + Pilates

Quarta: Bike 60´giro c/ 2 subidas de 1km Marcha pesada, Corrida 10´leve + fartleck 1´x 1 ´(40min) + 10´leve.

Quinta: Natação: A – treino: 600cr B- 300perna C-200 educativos D-500craw com palmar e p.b E -100co F-300cr/ = 2000m

Sexta: Corrida 20´ + coordenação longa + circuito + retas progressivas

Sabado: Natação A-800 m craw, B- Palmar 500m C - 4x 50 m D - Total: 1500m

Domingo: Bike 60km Musculação

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Artigo que escrevi no mundo tri ´´Acupuntura no esporte´´


Escrevi um artigo sobre Acupuntura no esporte, que esta na revista eletrônica de novembro no site mundo tri, a matéria esta na pagina 26, pra quem não sabe também sou formado em acupuntura!
Segue aqui o link http://www.mundotri.com.br/mundotri-magazine/ A capa desse mês é de Igor amorelli 6 colocado no mundial de meio iron, tem uma entrevista dele que ele fala da preparação, inicio etc..
Abraços boa leitura!!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Começou 2011


È pessoal pra muitos atletas 2011 começa antes de acabar 2010, é o periodo que da aquela diminuida no ritimo de provas, entra no periodo de férias e começa a base.

Eu descansei 21 dias pra min acho que foi o suficiente, agora começa os treinos novamentes, é pouco estranho quando volta, esta descansado mais logicamente você não esta no mesmo rítimo que antes.

Esse ano estou inscrito numa meia maratona de 21 km que vai depender se o pessoal daqui partir pra la eu vou fazer um treino na prova, e um biathlon aqui na cidade que também servirá como treino até porque vo sair do plantão de 12 horas no hospital direto pra prova, nem posso pensar em rendimento, e a tão conhecida são silvestre o pessoal ta se organizando pra ir, essa vou sem inscrição.

Estou bastante animado pro ano que vem!

Ainda não saiu calendarios da CBTRI, que é o que eu queria saber logo, sairam calendarios do x terra, long distance, Brasilfit. Espero que até dezembro tenha algo mais concreto, pra bolar o calendario de provas 2011.

Vou ficando nessa, domingo posto os treinos dessa semana que eu fiz no retorno abraços

domingo, 21 de novembro de 2010

Long distance pirassununga e amigos

Ontem e hoje dia 20 e 21 de novenbro estive em pirassununga acompanhando o short distance e o long distance, prova na qual tive varios amigos competindo.
No sábado o clima tava bem melhor inclusive dando uma pancada de chuva na etapa da corrida do short e foi uma senhora pancada de chuva, meu amigo thomaz levou a categoria e ainda puxou pelotão no ciclismo. O moleque tem 18 anos acho que nem isso e tem grande futuro no triathlon. Espanhol nosso amigo que ja viro brasileiro venceu revezamento, pedalando e correndo, também mandou muito bem , melhorou sua corrida.
Quanto ao long distance foi uma prova muito dura, a natação e metade do ciclismo estava com tempo muito bom, mais metade do ciclismo até final da corrida o sol apareceu, eu que fiquei vendo boa parte na sombra ja tava sofrendo, imagina o pessoal, levamos um monte de comida eu e uns amigos e ficamos comendo tempo todo rsrs.
To orgulhoso dos meus amigos que terminaram a prova foi muito difícil, fabinho foi uma grata surpresa nadou e pedalou bem e sofreu demais na corrida, ele mesmo antes da prova tinha comentado que isso ia acontecer.
Japa também foi na cola dele boa parte, tem uma corrida melhor acabou terminando na frente.
Ito e carlão tambem foram guerreiros os dois nadam e pedalam muito, mais sofreram muito pra correr, ano passado Ito fez 2:14 se nao me engano no ciclismo esse ano ele tava bem melhor to curioso pra saber quanto que fez no pedal, embora ele tava mais cauteloso, pq dois anos seguidos quebrou na corrida.
Willian terminou a prova em 4:59 ta feliz da vida, o pai tava todo orgulhoso conversando com a gente.
Junior nadou bem, mais acabou sofrendo no ciclismo, ali não é facil são 90km tentamos ajudar no máximo que podiamos nossos amigos.
Tive a oportunidade de conhecer o Artur do blog triathlon num estilo de vida. http://triathlonumestilodevida.blogspot.com/ , gente boa pra caralho, muito legal encontrar a galera nessas provas, no começo fiquei na dúvida se era ele mesmo, perguntei pro meu amigo junior também fico na dúvida e por fim era o cara.
Teve seu pneu furado no ciclismo, uma pena mais terminou a prova feliz da vida isso que importa, tempo todo tentei animar os amigos, e vc via que a galera por mais que tava sofrendo tava feliz da vida curtindo a prova.
Fiquei 36 horas acordado depois de plantão etc.. pra ver essa molecado correr foi muito massa, valeu a pena.
Agora só descansar, amanhã voltomeus treinos, me sinto um pouco resfriado com nariz trancado e dor de garganta, que saco acontecer isso bem no final das férias, mais nada que impede começar com treininhos leves.
Abraços e que venha as próximas provas!!!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Meias de compressão para quê?


A indústria de roupas esportivas de compressão ganhou muita força no últimos anos. Inicialmente utilizados na área médica, estes produtos estão presentes em diversos esportes. Quem assistiu a Copa do Mundo de Futebol, por exemplo, talvez tenha notado que em alguns casos jogadores do mesmo time possuíam camisetas com diferentes graus de compressão. Enquanto alguns utilizavam uma malha por baixo da camiseta oficial da equipe, em outros jogadores a própria camiseta oficial era de compressão.
Na área médica as meias de compressão possuem diversas faixas de graduação, sempre medidas em milímetros de mercúrio (mmHg). Essas podem variar desde 10-15 mmHg até mais de 50mm Hg. No mundo esportivo, as meias de compressão podem apresentar um nível constante de compressão, em torno de 20-30 mmHg, ou possuir um nível gradual de compressão, em torno de 20-25mmHg na altura do tornozelo e diminuindo até 70% ao se aproximarem do joelho.

Em esportes como triatlo, as meias de compressão já são comuns, sendo mais utilizadas na parte da corrida. Para se ter uma idéia do apelo dessas meias no esporte, em 2009 a World Triathlon Corporation decidiu proibir o uso delas no Ironman do Havaí, alegando que seu uso escondia o número do atleta, pintado na panturrilha. Como o número ficava escondido de quem viesse atrás apenas para os corredores que estivessem usando as meias, isto poderia prejudicar a competitividade do evento - atire a primeira pedra quem nunca tiver corrido um pouquinho mais rápido só para passar aquele cara ali na frente que é da mesma categoria. O barulho dos triatletas em resposta foi tão alto que logo depois a entidade voltou atrás da decisão e resolveu não pintar mais o número na panturrilha dos participantes, voltando assim a nivelar a competição.

Na corrida, o uso das meias de compressão não é tão grande - ainda - quanto no triatlo, modalidade em que os participantes são mais afeitos a novidades "tecnológicas", mas o aumento na quantidade de corredores com meias até os joelhos em provas é nítida. Talvez incentivados pelo exemplo de ícones do esporte como Paula Radcliffe (recordista mundial de maratona), e pelo fato de que hoje um corredor com meias até os joelhos já nem se destaque mais na multidão.

Os profissionais lançaram a moda, as amadores parecem ter aprovado e estão aderindo. Mas será que isto é o bastante para justificar a eficácia de um produto? Normalmente não, e por isso é que recorremos a diversos estudos independentes para se ter uma reflexão mais ampla do quanto as meias de compressão realmente funcionam e quanto se deve ao efeito placebo desencadeado pelo pensamento de "se fulano usa e diz que é bom, então quando eu usar também vai ser bom".



UM MONTE DE VANTAGENS. Vamos começar por um ponto crucial: o que os fabricantes alegam. Entre páginas na internet dos próprios fabricantes e de algumas lojas, vamos nos ater à seguinte lista: prevenção do desenvolvimento de varizes, edemas de origem linfática, cãibras, fadiga muscular, melhora do fluxo sanguíneo e oxigenação da musculatura, aumento na remoção de ácido lático, diminuição da vibração muscular e dor tardia, diminuição na produção de ácido lático, aumento de performance. Com uma lista dessas, fica realmente difícil resistir ao impulso de puxar o cartão de crédito, mas espere! Vamos ver o que existe de evidência concreta por trás de cada uma das supostas vantagens.

Uma primeira constatação, que não necessariamente desmerece o produto, é que enquanto um dos fabricantes alega - segundo estudos científicos que não são referenciados - "... aumento de fluxo sangüíneo de 34%. Isto aumenta a oferta de oxigênio e aumenta a performance muscular. A melhora de circulação também auxilia na remoção de ácido lático", uma loja diz que o produto "Melhora o fluxo sanguíneo e conseqüente irrigação da musculatura e remoção de ácido lático em até 34%". Perceba como a idéia de que o fluxo sanguíneo é aumentado em 34% praticamente se transforma em remoção de lactato 34% maior, duas coisas totalmente diferentes, e onde possivelmente a questão de diminuição de lactato possui um apelo muito maior entre atletas. Este tipo de desencontro entre fabricantes e vendedores, ou mesmo entre o departamento "científico" e o de marketing de uma mesma empresa são extremamente comuns, e por isso é recomendado que dada a facilidade da internet o consumidor sempre vá ao site do fabricante para buscar informações sobre produtos específicos.

Existem já diversos estudos publicados sobre os possíveis efeitos das meias de compressão no mundo esportivo. Enquanto alguns explicitamente buscam por qualquer indicativo de que elas possam ser benéficas, outros já de início se mostram mais céticos quanto aos resultados esperados. Numa sequência interessante, a pesquisadora Elmarie Terblanche, da Universidade de Stellenbosch, "vizinha" aqui da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, realizou dois estudos envolvendo o assunto.

No primeiro, partindo simplesmente da idéia de que as meias melhoram a performance por aumentar a circulação sanguínea e transporte de nutrientes e metabólitos, 10 corredores realizaram dois testes incrementais até a exaustão, com e sem as meias. Apesar de não haver nenhuma diferença em performance entre as duas situações, os níveis de lactato sanguíneo após o exercício diminuíram mais rapidamente com o uso das meias.

Seguindo então a pista de uma possível melhora na recuperação pós exercício, o segundo estudo envolveu 62 corredores da Two Oceans (prova de 56 km na Cidade do Cabo). Metade do grupo competiu com as meias, e a outra metade as utilizou apenas nos três dias após o evento. Dois dos marcadores indicativos de dano muscular medidos estavam significativamente menores nos atletas que correram com as meias, sugerindo algum benefício real de seu uso como facilitador da recuperação muscular.



CALÇAS DE COMPRESSÃO. Pode-se dizer que testes incrementais deixam a desejar enquanto indicadores de performance, no entanto resultados similares foram obtidos num estudo de autores britânicos. Utilizando calças de compressão - que teoricamente teriam um efeito ainda maior que as meias, seguindo a lógica - eles não encontraram nenhum efeito de performance em testes de salto e velocidade quando os participantes utilizaram as calças durante 48 h de repouso entre duas sessões de exercício, apesar os níveis de dor muscular terem diminuído. Não foi investigado no entanto, o efeito das calças durante o exercício, situação em que o estudo sul-africano encontrou uma diminuição em marcadores de lesão muscular.

Outro estudo inglês parece ter resultados um pouco mais promissores. Dezessete mulheres ativas passaram por um protocolo de indução de dano muscular (sequência de 100 saltos a partir de um banco de 60 cm), e depois foram distribuídas em grupo controle, sem intervenção, e grupo intervenção, que usou calças de compressão por 12 horas após a atividade. Ambos os grupos tiveram queda de desempenho de força em extensores de joelho após o protocolo de saltos, porém esta foi muito menor no grupo que utilizou as calças, que ainda apresentou menores índices de dor muscular.

Voltando para as meias de compressão, e para seu uso durante o exercício, um estudo neo-zeolandês de 2007 investigou a utilidade das meias em duas situações: durante dois testes incrementais separados por uma hora de pausa e durante uma corrida de 10 km. Enquanto os dois testes incrementais tinham por objetivo analisar efeitos das meias sobre a performance do segundo teste, os 10 km tinham por objetivo analisar a percepção de dor muscular nos dias após a corrida. Da mesma maneira que os outros estudos já citados, não foram encontrados efeitos sobre a performance, enquanto a percepção de dor muscular, especialmente na panturrilha e quadríceps, foi menor quando os participantes utilizaram as meias.

Ainda na linha de performance, um estudo de 2009 avaliou o efeito do uso de meias de compressão durante um teste máximo de esforço e durante corrida em diferentes pontos de concentração de lactato. Apesar de não encontrarem nenhum diferença no consumo máximo de oxigênio, os pesquisadores verificaram um aumento no tempo de exercício com o uso das meias, e também que a velocidade associada com diferentes concentrações de lactato era maior quando as meias era utilizadas.



O VILÃO LACTATO. Um parênteses fisiológico aqui. Apesar de diversos estudos, como já mencionado, terem indicado uma menor concentração sanguínea de lactato com o uso das meias, é importante atentar para o fato de que o lactato é produzido nos músculos, e não no sangue. Ou seja, um equipamento de compressão que diminua a concentração sanguínea de lactato pode estar agindo por dois mecanismos opostos: ou está acelerando a remoção de lactato ou simplesmente está impedindo que o lactato saia dos músculos e chegue ao sangue, hipótese que já foi levantada por diversos estudiosos, mas ainda não foi testada.

A lista de estudos, felizmente, poderia seguir, mas parece que estamos falando cada vez mais do mesmo. A maioria dos trabalhos que aponta um ganho de performance utiliza protocolos, participantes ou interpretações duvidosas. Por outro lado, os resultados apontando para diminuição de dor muscular pós exercício e recuperação de performance pós-fadiga parecem bem mais confiáveis e promissores.

Enquanto boa parte das vantagens atribuídas por fabricantes não se justifique ou simplesmente não terem sido testadas, a hipótese de que os equipamentos de compressão ajudem a auxiliar na estabilização da musculatura e a reduzir a vibração decorrente do impacto com o solo parece fazer sentido, apesar de não ter sido devidamente avaliada. Alguns trabalhos apontam até para o fato de que a energia elástica proporcionada por calças de compressão pode auxiliar a musculatura em seu trabalho, aliviando os tendões de parte do seu estresse mecânico.

O assunto ainda gera controvérsia, e alguns estudos são incapazes de encontrar benefícios de meias de compressão mesmo em pessoas com síndrome pós-trombótica durante exercício, teoricamente a população que mais deveria se beneficiar delas. No entanto, o grau de evidência em favor do uso ocasional de meias de compressão parece muito mais promissor que o de diversos outros equipamentos que já surgiram no mercado. É importante ressaltar que, uma vez que as meias podem afetar a circulação sanguínea, o aval médico para seu uso sempre é uma boa recomendação.

Matéria da revista contra relógio

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Calendario X terra 2011

Ola pessoa pra aqueles amantes do X terra saiu calendário de 2011, com algumas novidades, ano que vem se deus quiser farei algumas etapas, ja que esse ano não deu certo, me interessei pela etapa de manaus.
Para o ano que vem o Circuito XTERRA mudou de formato e será dividido em dois tipos de provas: XTERRA e XTERRA Training.
As provas do XTERRA serão organizadas pela X3M Sports Business em diferentes estados do Brasil. Todas essas provas somarão pontos para o ranking nacional. A etapa Mundial do XTERRA BRAZIL também será realizado pela mesma X3M, porém essa prova além dos pontos nacionais, também distribuirá vagas para o Mundial de XTERRA em Maui.
O XTERRA Training são provas menores, realizadas por organizadores afiliados e que tem o intuito de difundir e expandir o XTERRA pelo Brasil. A novidade é que para o XTERRA Training será necessário cumprir com requisitos específicos para garantir a boa qualidade de nossos eventos e o bom nível de atendimento a nossos atletas.
As outras duas diferenças entre os dois tipos de provas é que pontuação do XTERRA é maior que a do XTERRA Training. E também os eventos XTERRA terão um nível técnico um pouco maior em seus percursos. Então se você pensa em iniciar no nosso mundo off road, vale a pena considerar provas o XTERRA Training.

Programe desde já as provas do próximo ano!

Calendário XTERRA 2011

XTERRA (cidade a definir) MG 2, 3/abr

XTERRA Training Itapira / SP 30/abr

XTERRA Training Indaiatuba / SP 7/mai

XTERRA BRAZIL MANAUS/ AM 11/jun * ETAPA MUNDIAL *

XTERRA Training Indaiatuba / SP 30/jul

XTERRA Mangaratiba / RJ 13/ago

XTERRA Ilhabela / SP 10/set

XTERRA Tiradentes / MG 1,2/out

XTERRA Ceará/ CE 18,19/ out

XTERRA Florianópolis/ SC 10, 11/dez

domingo, 14 de novembro de 2010

6km

Hoje fui ate campinas com amigos pra correr uma prova de 6km, longe de muitas metas e ainda de férias, não estava encanado com tempos, colocações, fui pelo simples fato de encontrar amigos e socializar.
A manhã estava bem tranquila, sem sol, perfeito pra aqueles mais apressados que querem fazer seu melhor tempo.
Logo que chegamos peguei meu kit, aquecemos um pouco não mais que 20 minutos e me alinhei pra largada.
A saída pra corrida foi logo numa subida, o pessoal saiu bem forte, e fui no pé dos caras até o 3km, dali pra frente eles apertaram muito e eu sem treinar ainda não ia me matar, pra alcançar e diminui o rítimo.
Mesmo assim ta bom fiz 21:18 líquido que são 3:32 min o km, 18° Geral. Já são 15 dias sem treino. Corri apenas 30 min nesse intervalo.
Agora vo aproveitar mais 1 ou 2 semanas de férias, e depois começa 2011 pra min!
Parabéns a galera do Perna louca sports que concluiram a prova!!
Segue o link dos resultados http://www.runnerbrasil.com.br/Calendario/2010/1114/ViverBem/ViverBem4_M.txt


















Pesssoal animado!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Novidades Novembro

Galera até que enfim férias época boa de relaxar um pouco, tomar uma lata de cerveja sem preocupação (embora não tenha feito isso ainda), de passear no parque, encontrar amigos pra um pedal social de MTB, e melhor de tudo acordar tarde, bem tarde, tenho acordado por volta das 10:30 da manhã estou dorminhoco pacas, mais não totalmente sedentario, tenho ido na natação de vez em quando, pra não perder pique.
Uma outra novidade pra min foi começar a ir no pilates, e pisicólogo do esporte oferecido pela CLÍNICA SPAZIO que me apóia, o pilates ta me ajudando muito nos alongamentos, e também ter uma força extra, ta valendo a pena.
Conversar com psicologo éra outra coisa que a algum tempo atrás não achava necessario, mais bastou uma conversa com ele, pra ver que as coisas não são bem assim, se tem uma pessoa que pode te ajudar além do seu técnico, seus amigos e sua familia é ele.
Essa semana tera 2 corridas que estou inscrito uma de 6km em campinas e o circuito athenas em sp corrida de 10km no qual ganhei inscrição da marca gatorade.
Como estou de férias e não querendo fazer muita força pode ser que eu vá em campinas mesmo, por ser mais perto e todos amigos estarão la.
Vou correr sem preocupação de tempo, do jeito que terminar ta ótimo.
Logo em breve saira um artigo que escrevi sobre ACUPUNTURA NOS ESPORTES no site mundotri, sou formado em acupuntura tb, o artigo ficou legal e vai tirar uma dúvida da galera sobre as temidas agulhas.
Estou cogitando também a idéia de uma acessoria pra 2011, pelo fato de um só técnico ajudar nas 3 modalidades, vai ser mais fácil do que reunir mais treinadores, isso vou pensar mais pra frente.
Bem vou ficando nessa abraços a quem segue o blog!!

domingo, 7 de novembro de 2010

Técnico de Igor Amorelli explica sua preparação para provas de 70.3

Sempre rola uma curiosidade dos amadores de saber como é a preparação de um triatleta profissional pra provas de 70.3. Achei essa matéria legal pra mostrar, vi no sinte do mundotri. Ja cansa só de ver né?

Comecei a treinar o Igor Amorelli em janeiro de 2005 e em janeiro de 2010 completará 5 anos juntos.Em 2010 Igor participará do 70.3 de Púcon e dará prioridade as competições da ITU para tentar marcar pontos e conseguir uma vaga em 2012 para os Jogos Olímpicos de Londres.Neste caso os treinos terão algumas mudanças com mais intensidade e menos volume.

No ano passado, as últimas cinco semanas de treino para a competição em Saint Croix tiveram como objetivo fazer com que o atleta chegasse o mais resistente e veloz. Nas duas primeiras semanas trabalhamos mais o volume de treino para um maior ganho de resistência, já nas outras duas semanas diminuímos um pouco o volume e demos mais ênfase à intensidade para ganho de potência e velocidade. Na última semana fizemos apenas o polimento para que o atleta chegasse descansado física e psicologicamente na prova. Porém, é importante ressaltar que o atleta já vinha treinando durante vários meses fazendo outras provas e isso o ajudou a ter um bom resultado. As ultimas cinco semanas foram mais um complemento à base do atleta. Depois desta competição o atleta teve uma semana de descanso junto com treinos bem leves e continuou seu planejamento até agosto onde foi o segundo colocado no 70.3 de Penha/SC.No momento o atleta se prepara para uma prova olímpica com vácuo e duas semanas depois fará um 70.3 em Púcon. Então, o planejamento para essas duas provas completamente diferentes tem que ser bem elaborado para que ele chegue dia 11/01 no Olímpico com vácuo o mais veloz possível e no dia 24/01 o mais resistente e veloz.

Abaixo o treino que foi feito pelo Igor entre 30/03/09 até 03/05/9 (dia da competição em Saint Croix).

30/3: 90km bike giro variando marchas + 40′corrida leve
Natação: ação: 3500m com 1×100 cr a/c 1’30”

31/3: Corrida (pista): aquecer + 10x1km a 3’15”com 2′ de intervalo
Musculação/1hora spinning giro leve/Natação: ação:1hora no mar solto

1/4: 90km bike (15km giro/30km contra-relógio/10km giro/10x1km forte/10x1km giro/15km giro)+45′corrida leve
Natação: ação: 3500m com 1×50 a/c 45” 20×25 a/c 30”/5×100 a/c 1’30”;

2/4: corrida:1hora45′(aquecimento/educativos/tiros em subidas/areia/saltos/leve/20×15”explosão/20×5”leve)
1hora spinning giro leve/ musculação /Natação: ação:4500m palmar/poli-bóia/pernada/corda.

3/4: 90km bike; giro com subidas + 40′corrida leve
Natação: ação: 3500m com 20x100cr a/c 1’30”

4/4: 100km bike giro / Natação: :4km com palmar/p.b./pernada/livre

5/4: Competição: corrida de 10km para 31’30”

6/4: 90km bike (10km giro/40km contra-relógio/10km giro/20x200m sprint/20x800m giro/10km giro) + 45′corrida leve
Natação: 3500m com 10x200m

7/4: Corrida (pista):aquecer + 10x1km(3’15” a 2’55”) com 2′intervalo
Musculação / 1hora spinning giro leve / Natação: :1’10” na praia

8/4: 90km bike: giro com subidas + 45′corrida bem leve
Natação: 3500m com 5x300cr a/c 4’30” 10x25cr a/c 30”

9/4: Corrida:1h45′ com subidas/tiros de explosão/areia
Natação: 4500 com palmar/p.b./pernada/corda/1hora spinning giro leve/musculação

10/4: 100km(10km giro/40km c.relogio/10km giro/10x1km forte/10x1km giro/20km giro)+30′corrida bem leve
Natação: 3500 com 15x100cr a/c 1’30”

11/4: Transição: 60km giro +50′(corrida)com 15′ritmo competição/5′leve/15′r.c./15′leve
Natação: 1hora no mar solto

12/4: 45′corrida bem leve
Semana de polimento de 24/4 a 5/5

24/4: Natação: :3500m com 10×100 cr a/c 1’30” + 30km giro ciclismo + 30′corrida leve

25/4: folga ou apenas um trote bem leve

26/4: Troféu Brasil –SP

27/4: Natação: 3500m com10x100cr a/c 1’30” progressivo /45km giro ciclismo bem leve

28/4: Corrida (pista):aquecer+10x50m forte 2x1km p/3′ com 2′int 10x200m ‘/35” 10x200m p/1′ 10x25m explosão
1hora spinning giro bem leve/Natação: 50′no mar solto/musculação bem leve

29/4: ciclismo:45km(10km giro/20x200m sprint/20x800m giro/15km giro)
Natação: 3500m com 10×50 a/c 45” 20x25cr a/c 30”

30/4: 50′corrida bem leve / 40′nadar bem leve no mar / 1hora spinning giro bem leve
Viagem para Saint Croix

1/5: folga

2/5: Trote corrida 15′/nadar 10′ bem leve/pedalar 20′ giro bem leve até no máximo 20 horas antes da competição

3/5: Competição Ironman 70.3 Saint Croix

Por Carlos Moraes

sábado, 6 de novembro de 2010

Férias

Pois é pessoal pra min chegou período de férias depois de 11 meses direto de treinos, vou descansar 30 dias. nesse periodo apenas natação, e caminhadas passeio de Mountain bike com amigos etc.
O corpo tava prescisando, to adorando acordar tarde, comer monte de besteira, isso chega uma hora que prescisamos, né?
To inscrito numa corrida em campinas de 6km semana que vem, mais vo só trotar com amigos la, a passeio mesmo.
Daqui uns dias rola o Ibero americano de Duathlon, e a colombia ta oferecendo, hotel comida, pros brasileiros legal né?.
Quero passar bem longe de prova esse mês, pra mês que vem começar uma base sólida pra fazer as provas de 2011.
Bom treinos a todos!!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Panamericano de Duathlon só zica

A viagem

Foi bem estressante chegamos atrasados em guarulhos, em cima da hora mesmo, pra ajudar eu a marta e o juba se perdemos do fabio e o anderson no aeroporto.
Na hora de fazer o checkin o juba tava sem passaporte e com um RG ilegível ai não adiantava ele embarcar porque senão a policia argentina mandaria ele de volta ai por fim eu e o anderson subimos por ultimo no avião, quase perdemos também.
Ficamos chateado por ele não ir, até porque ele treinou bem.
O organizador da prova disse que teria um onibus esperando a gente em Buenos aires, chegamos la e nada tinha estavamos perdidos altas horas da noite.
Ai mandei email pro cara e ele respondeu na hora dizendo que nossa reserva estava numa compania chamada tienda lion, chegamos nesse lugar e nada de reserva, ainda o cara cobrou 255 pesos pra cada um, junto com cada bike no onibus, absurdo isso.
Resumindo chegamos em mar del plata 7 da manha podre, cansados ao extremo, fomos direto pro hotel da prova, chegamos la no tal de Cadi palace hotel e fomos informados que o hotel oficial mudou de lugar, e o cara do hotel deu outro endereço, beleza vamus nós de mala e cuia pro hotel oficial, chegamos la mudou também o hotel não era mais o que nos mandaram, parecia sacanagem, passamos em 2 hotéis, só q ai o cansaço era tanto que dormimos ali mesmo. Isso que o organizador falou com nós no telefone a noite e não informou que tinha mudado. Ápós almoço encontramos o André santos de Sc e ja fechamos um quarto pra 3 pessoas, o legal dessas viagens com certeza são as companias, divertimos muito nesses dias.
Como o taxi era barato ficava fácil encontrar o pessoal da seleção jantamos todos dias juntos, foi bem legal!
Ja de cara não me acostumei com frio, tava demais, sabia que iriamos sofrer.

A prova

Foi uma prova muito complicada, nos sites na noite anterior dizia 12 graus sensação térmica de 8 graus vento a 40km/h animador não?
No dia da prova tudo se confirmou, estava mais ou menos assim mesmo só que bem mais frio, um frio e vento insuportável, mesmo assim alinhamos pra largada.
No km 30 abandonei não teve jeito, treino a 33 ou 34 graus sofri com frio,tive hipotermia meus dedos congelaram, minha fequência cardiaca aumentou demais, começei a ter náuseas, tontura, mesmo me hidratando bem, ai abandonei e fui as pressas pro hotel, muita gente passou mal, meu amigo fabio furlan era de noite e seus batimentos também não tinha abaixado.
Lógicamente que a intenção não era terminar dessa forma, mais não dava pra continuar, agora estou de férias em novenbro voltando a treinar só no início de dezembro.
Quero parabenizar Gomes, Marta e Viana e André pelo pódium!









sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Noticias do Pan

Frio insuportavel aqui em mar del plata, ta complicado, chove tambèm ninguem conseguiu treinar, passamos um perrengue pra chegar atè aqui, pra complicar nosso amigo juba nao embarcou conosco, com problema na identidade, depois conto tudo!!
Abraços

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Panamericano

Hoje estou embarcando pro Panamericano de Duathlon em mar del plata argentina, Daqui vão Eu, Fabio, Marta,Anderson e o juba.Em buenos aires encontraremos mais alguns amigos provavelmente o André de SC, os irmãos lancia de Sp. Como comentei aqui tive overtraining a algumas semanas atrás que fiquei parado por 2 semanas, retomei o treino bem, mesmo assim não me sinto 100% mais vo pra cima deles.
Voltando de la meu treinador ja me deu férias 1 mês, nem acredito.
Vou nessa mando noticias de la no twitter se conseguir www.twitter.com/paulotriathlon Abraços a todos!!

domingo, 24 de outubro de 2010

Guaraná: o segredo da fruta

Nativo da região Amazônica, o Guaraná – produto tipicamente brasileiro-, é constituído por uma série de estimulantes e, por conta disso, torna-se uma das referências preferidas por esportistas no pré ou pós treino.

Sua constituição química engloba estimulantes tais como a teobromina (também presente nas sementes do cacau), a teofilina e, mais abundante, a cafeína. Essa última tem sido investigada como substância ergogênica, ou seja, capaz de melhorar a performance da prática esportiva.

Presente em diversos nutrientes e substâncias utilizadas no meio esportivo, uma das suas principais ações é disponibilizar ácidos graxos livres (gorduras) para o fornecimento de energia, o que, em tese, “pouparia” o glicogênio muscular, retardando a fadiga.

Outras são: a ativação do sistema nervoso central (SNC); possível atuação na regulação das concentrações do íon potássio (K+) nos meios intra e extracelulares. “Tudo isso contribuiu para o retardo da fadiga muscular e a mobilização do íon Cálcio (Ca+), preponderante para a contração dos músculos”, alerta a nutricionista Ana Claudia Silva.

Por tratar-se de uma fruta repleta de estimulantes, é necessário um controle na ingestão do nutriente, principalmente, em extrato ou pó de guaraná. “Não existe uma dose recomendada da substância”, lembrou a nutricionista.

É sabido que os excessos podem levar ao “cafeinismo” – quadro que engloba tensão muscular, insônia, irritabilidade, irritação da mucosa gástrica.

Estudos associam a ingestão de 5mg de cafeína por quilo de peso corporal à melhora dos rendimentos, contudo organismos possuem reações diferentes, porém, o alerta vem na sequência. “Um grama de guaraná em pó pode apresentar até três vezes mais cafeína que o café; fato que reforça a necessidade de se consultar um profissional capacitado antes de optar pelo uso do produto.”

Atualmente no mercado, existem diversas marcas de guaraná em pó. Algumas foram testadas e apresentaram grandes variações nas quantidades de cafeína; algumas alteradas por acréscimo de outras substâncias. Portanto, antes de optar por uma marca, consulte a procedência da mesma exigindo, por exemplo, o rótulo completo da embalagem (origem, certificação, data de validade, descrição dos componentes).

Vale alertar, que esportistas são alvos vulneráveis para a indústria dos produtos que supostamente melhoram a performance. “O ideal é consultar um profissional nutricionista que investigue a necessidade do consumo do guaraná em pó e outros produtos estimulantes e adéqüe-os às condições do praticante de atividade física e seus hábitos alimentares, a fim de evitar uma resposta contrária do organismo, prejudicando assim os resultados”, encerrou Ana Claudia.

Fonte: http://prologo.uol.com.br/

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Novas parcerias e treino!

Bem pessoal mais apoio ajudando esse fim de temporada, e início da temporada que vem, um deles é a clinica Spazio saúde, que estará me ajudando com fisioterapia, pilates, pisicologia, massagem. Obrigado desde já ao fisioterapeuta responsável Dr Bruno simon, pelo apoio. Também se juntaram ao time, a Nova opção auto center, e Daniel pneus, obrigado a todos que fazem meus sonhos se tornarem realidade! Minha próxima batalha agora é o PATCO DUATHLON PAN AMERICAN CHAMPIONSHIPS dia 31 de outubro.
Dia 28 estarei embarcando pra buenos aires, rumo a argentina.
Obrigado a Eldan seguros, biolab análises clínicas, Daniel pneus, Nova opção auto center, Orla atletismo, Spazio saúde.
Bóra treinar que ta chegando!!!

Treinos de hoje!!

No periodo da tarde após caminhar por pelo menos umas 2 horas no sol quente resolvendo algumas coisas, fazendo serviço de banco, voltei pra casa descansei um pouco e logo segui de bike até a pista de atletismo do sesi são 10km maioria do percurso de subida. Cheguei la meu treinador comentou da importancia de eu fazer uma corrida de pelo menos 5 ou 6km forte hoje. Falei tudo bem me aqueci e alinhei pra fazer o tiro, quando ele mudou de idéia e pediu pra eu fazer teste dos 12 minutos que fazia tempo que eu nao fazia. Ai comentei que tinha ido de bike e caminhando bastante hoje, mesmo assim falou pra eu fazer. Fiz intão o teste terminei com 3.420m eu pensei que faria pelo menos 3.800m, mais pelo dia que tive ta bom. Pra complicar meu pai ta internado eu tenho resolvido muita coisa aqui em casa além de visita-lo no hospital!! vo ficando nessa ai amanhã tem mais treinos . Abraços a todos!!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Como é sua conduta durante as provas de Triathlon?

Vi esse artigo no site do ativo.com e achei interessante e é a pura realidade!

Treinar é muito bom! Elaborar um planejamento e segui-lo o mais fielmente possível, perceber as mudanças que ocorrem no corpo, observar o quanto a rotina ensina e traz benefícios é muito recompensador. Mas de que serviria toda essa preparação, todo esse esforço se não pudéssemos colocar tudo em prática?

E é exatamente no dia da prova que fazemos isso. Mas uma prova de triathlon é muito mais do que apenas superar nossas marcas ou testar nossos limites físicos, é a oportunidade de conhecer novos lugares, nos relacionarmos com os outros atletas e até fazermos novas amizades. É nesses últimos dois pontos que gostaria de me prender para dar sequência a esse artigo...

Como devemos nos relacionar com outros atletas durante uma prova de triathlon? É realmente uma disputa; alguns buscam apenas cruzar a linha de chegada, outros um lugar no pódio, há os que querem, a todo custo, uma vaga para o campeonato mundial e ainda os que lutam pela premiação em dinheiro.

Cada um tem seu objetivo e deve interagir com o outro da melhor forma possível, e logicamente dentro das regras, para atingirem suas metas. Na última competição que participei, pude observar e vivenciar algumas situações que julgo, no mínimo, antidesportivas.

A situação mais corriqueira e que, tenho certeza, vou me tornar repetitivo falando, é a questão do vácuo, que no caso da referida prova era proibido. É impressionante como muitos atletas tentam se valer desse artifício para levar vantagem.

Fica aqui a questão: qual o sentido de uma prova de resistência em que você burla as regras e consegue um resultado expressivo? Que valor tem esse resultado? O que, realmente, esses atletas estão buscando?

Ainda durante o ciclismo, vi um atleta jogando fora suas caramanholas, no meio da pista e não no acostamento, sem a menor preocupação com quem vinha atrás. Alertei-o sobre esse risco de causar algum acidente e ele me respondeu com grosseria e palavras de baixo calão! Por que agredir verbalmente? Por que não reconhecer o erro e buscar repará-lo para a segurança de todos?

Outra situação lamentável aconteceu comigo. Durante a etapa de corrida, estava lado a lado com uma atleta profissional, a quem admiro por sua determinação e comprometimento com o esporte, pois mesmo tendo outro emprego ainda sim se mantém competitiva e focada em seus objetivos.

Em um determinado momento, por uma circunstância de falta de espaço no percurso essa atleta me empurrou e gritou: “Chega pra lá!” Tentei entender o fato, por acreditar que ela estava “brigando” por uma boa colocação e uma premiação em dinheiro, além de estar com uma diferença considerável para as primeiras colocadas.

Entretanto, fiquei estarrecido com a falta de controle, de educação e de profissionalismo da parte dela, até porque, destratar um atleta amador é destratar o maior responsável por aquele evento estar acontecendo, já que os amadores correspondem a mais de 90% dos participantes e, sem eles, os profissionais não teriam condição de estar ali, ganhando seu sustento e desempenhando seu trabalho.

Por último, ao chegar à área destinada aos atletas após a prova, local onde todos se alimentam, se hidratam e principalmente se confraternizam, presenciei dois atletas chegando às vias de fato. Socos, ponta-pés e correria, tudo pela alegação de que um tinha derrubado propositalmente o outro durante o ciclismo. Será que realmente foi proposital? É dessa forma, agredindo, que devemos proceder para resolvermos nossas diferenças com alguém?

Como citei no início desse artigo, uma prova de triathlon é também uma oportunidade para nos relacionarmos com outras pessoas, fazer novas amizades, mas precisamos de mais espírito esportivo, mais paciência e, sobretudo mais educação, pois é isso que o esporte nos ensina, a respeitar as diferenças e disputar para que vença o melhor!

Não deveria haver espaço para esse tipo de conduta e, sinceramente, acredito que isso seja coisa de uma minoria, mas que infelizmente atinge a todos. Que venham outras provas e que todos reflitam melhor sobre suas condutas, para que possamos ter eventos cada vez mais perfeitos e apaixonantes...

domingo, 17 de outubro de 2010

Treino de hoje

Logo pela manhã pedalei até a cidade de piracicaba aonde teve a copa interior de triathlon e duathlon, antes de mais nada parabenizar meus amigos que subiram no pódium. Muito legal competir ali, subidas duras de bike, a corrida é no parque, enfim.
Mais meu objetivo era fazer dois treinos hoje como preparação pro Panamericano, que foram o seguinte.

Manhã 32km de bike

Tarde: 32km bike com muito vento e transição pra corrida de 15km pra 1 hora e 15 min.

Considerei a semana muito boa, fiz um bom volume, treinos rápidos também, essa semana agora promete se deus quiser!!
Bons treinos

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Pés de Pato (Nadadeira), Herói ou vilão?

Muitos Nadadores, mergulhadores e bodyboarders usam pés de pato há anos, mas só a pouco tempo começou-se a estudar as verdadeiras razões do seu prolongado uso.

Razões básicas para se usar pés de pato nos treinos de natação:

1-Melhorar a flexibilidade dos tornozelos
Você já reparou que as pessoas sem experiência de natação têm muita dificuldade na batimento de perna?
A principal razão é a flexibilidade dos tornozelos que funcionam como ganchos, o que faz com que as pessoas nadem para trás.

Os bons nadadores, ao contrário, alongam os tornozelos de modo que os artelhos formem uma linha reta com a perna.


Por causa da carga extra com o aumento da superfície dos pés de pato, há um alongamento dos tornozelos ao bater a perna.


Seu uso constante os alonga, aumentando sua flexibilidade para se movimentar em todas as direções, tornando a batida de perna muito maiseficiente.

2-Aumentar a aptidão física e condicionamento cardiovascular
Embora a natação seja considerada um dos melhores exercícios aeróbicos, muitas pessoas esquecem de usar as pernas, onde se localizam os maiores músculos.


Todos sabem que quanto mais músculos do corpo forem usados, maiores serão os benefícios cardiovasculares, (é por isso que o remo e o cross-coutry ski são considerados dois dos esportes mais eficientes) faz sentido que os nadadores que usam os grandes músculos das pernas se beneficiem com um treino mais forte que queima calorias e aumenta o nível de aptidão.

Os pés de pato, ao ajudarem o alongamento das pernas aumentam o trabalho do sistema cardiovascular e como conseqüência, uma melhor aptidão física éalcançada.

3-Aumentar a força de perna
Bater perna com pés de pato é o mesmo que levantar pesos; a resistência da água ao tamanho do pé de pato exige mais dos músculos usados.


Músculos mais fortes puxam mais água, fazendo com que a pessoa nade mais depressa.

É preciso ter em mente que os pés de pato desenvolvem a força muscular das pernas especificamente para a natação do mesmo modo que os corredores, ciclistas, etc... Têm músculos fortes das pernas, porém treinados para estas atividades. A força das pernas adquirida com os pés de pato é uma das maiores, se comparada com os outrosexercícios.

4-Melhorar a posição do corpo e a técnica
Os pés de pato acrescentam propulsão extra à braçada, o que aumenta a velocidade do nadador.

Os bons nadadores deslizam horizontalmente à superfície da água, enquanto os que não nadam bem, arrastam as pernas em posição quase vertical, o que os atrasa.


Um dos objetivos de nadar com velocidade usando pés de pato é nadar também mais rápido ao tirá-lo, transferindo a sensação de nadar mais rápido na superfície com os pés de pato a nadar também mais rápido e mais leve sem eles, o nadador usa um fenômeno conhecido como padrão neuromuscular.

Os músculos e nervos lembram a sensação de nadar mais depressa e tentarão duplicar o padrão na próxima vez.


Quanto mais vezes se repetir o padrão (nadar mais rápido e mais na superfície com os pés de pato), mais fácil será duplicá-lo sem eles.

O resultado será: a técnica do nadador e a coordenação neuromuscular melhoram muito.

Tipos de pés de pato eficientes
Modernamente o tipo de pés de pato que devem ser usados, precisam apresentar as seguintes características:

1.Devem ser de material bem flexível, para aproveitar os movimentos da água, mantendo a coordenação dosmovimentos;


2.A lâmina deve ter forma curva para imitar o rabo dos peixes e cortar a água com maiseficiência;

3.Devem concentrar a força bem atrás no pé para que todos os músculos da perna sejam utilizados. São os grandes músculos da coxa que precisam ser trabalhados, para que se obtenha uma batida de perna mais forte e mais veloz.

USAR OU NÃO ?

Todos, treinadores ou atletas já passaram por este dilema.
Mesmo a resposta sendo variada, em nossa opinião o uso é algo que poderá contribuir e muito para o seu programa. Há algumas vantagens e pontos a serem observados no uso do pé de pato além de algumas sugestões de trabalho para serem implementadas.

Duas das maiores vantagens para o uso do pé de pato são:

1a. Força os calcanhares se tornarem mais flexíveis.

2a. Incrementa a força dos ligamentos e tendões que suportam os tornozelos.
Conclusão: Você tem ganho nos dois mundos: Força e Flexibilidade.

Entretanto, a mais importante razão para o uso do pé de pato é o fato do consumo de oxigênio ser aumentado assim como o condicionamento cardio-vascular.


O seu corpo não sabe que você está usando o pé de pato, somente que você está indo mais rápido.


E isso é um grande elemento para elevar o nível do seu condicionamento mais rápido.

Você pode incorporar o pé de pato no seu programa normal incluindo séries de intervalo ou objetivos mais fortes.


Até alguns dias, você pode fazer o treinamento completo de pé de pato, é o "seu tempero" para aquele dia.

Um grande benefício do pé de pato é o uso em séries de velocidade ajudada aonde o nadador tem sua velocidade de nado acelerada com estímulos que resultarão em movimentos mais seguros quando realmente acelerar o seu ritmo de nado.

A técnica é o outro fator muito beneficiado pelo uso do pé de pato.

Nadar com pé de pato, o corpo flue mais fácil, se move com mais leveza e menos esforço. Jovens nadadores e masters são altamente beneficiados pelo trabalho.

Mas adverte:


1-não deixe que seus atletas fiquem dependentes deles!


2-Quanto aqueles utilizados pelo mergulhadores, não devem ser usados para a natação, porque apesar de serem ótimos para o scuba diving, são muito compridos e fazem os movimentos dos pés ficarem muito curtos e lentos trazendo poucos benefícios no treinamento. Mas eles ainda oferecem benefícios como melhora da flexibilidade, aumento da sobrecarga de trabalho e velocidade, embora não mais que as nadadeiras curtas, rígidas e/ou macias.
Segundo Mathew entre os principais benefícios do uso do pé-de-pato está o aumento da flexibilidade e ganho extra de força muscular nos tornozelos melhorando a performance de ataque no batimento de pernas.


E o melhor benefício, enfim é facilitar o equilíbrio da posição corporal, permitindo ao nadador se fixar mais na técnica, como o rolamento do corpo e o tempo de execução.

Lesões do joelho e o uso constante do pé-de-pato
A nadadeira proporciona um melhor deslocamento com menor gasto energético, por isso alguns alunos ficam dependentes da sua utilização.


Não tenho conhecimento de uma pesquisa específica sobre lesões pela utilização de nadadeiras e não acredito que o uso cause problema, mas sim o uso exagerado causa sobrecarga na articulação e ligamentos principalmente.
O trabalho na natação será benéfico se for programado, dosado e bem fundamentado e isto só será possível se o aluno permitir que o professor comande sua aula.


Caso o nadador "vicie" a melhor solução é tentar que ele utilize a nadadeira menor e mais rígida. É conhecida como "Zume
Ela tem uma ação reduzida sobre o joelho além de permitir um maior fortalecimento de membros inferiores.

Como tudo que é divertido, equipamentos como nadadeiras estão aí para facilitar o nobre ato de nadar, basta não exagerar e lembrar das diferenças individuais.

http://tudosobrenatacao.blogspot.com

Bons Treinos!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Passagens compradas

Depois da novela da dificuldade das passagens pra mar del plata, consegui comprar, vou num voô com a Qatar, o único problema é que não consegui voô de buenos aires pra mar del plata, intão esse trecho será feito de onibus, chegarei mais cansado pois são mais de 400km se eu nao me engano, e de avião seria rapidinho.
Mais o importante é chegar la, não importa como. os treinos pro Panamericano estão correndo bem, ainda me sinto cansado do ano, não vejo a hora de acabar la, pode-ser que seja a ultima prova do ano ou penúltima, necessito de férias.
Bem vou nessa, quem puder ajudar a votar meu blog no top blog link do lado direito!
Bons treinos!!!

sábado, 9 de outubro de 2010

Chegou kit e o troféu, a olympikus enviou!!

Ola pessoal como comentei alguns posts atrás corri os 5km da meia maratona das pontes com chip da prova de 21km, e meu resultado não foi computado, mesmo chegando nas 4 colocação geral.
Ai a olypimkus como forma de desculpas pagou minhas despesas gastas na prova, e me mandou o troféu e um belo de um kit com tênis, mala, bolsa, meias, bonés, e mais algumas coisas.
E um cartão com seguintes dizeres:

´´ O verdadeiro vencedor merece o devido reconhecimento. Pedimos desculpas pelo equivoco e esperamos que possas usar essas lenbranças para chegares cada vez mais longe´´ Um abraço equipe olympikus

Sinceramente acho que eu não merecia tudo isso, fiquei feliz claro, mais até achei muito pra min.
Nessa brincadeira toda ganhei uma amiga Maíra rolim que faz parte da equipe olympikus, no qual foi muito simpática comigo e agora faz parte dos meus amigos no msn.
Nessa vida a gente não se leva nada, mais pra min a amizade vale mais que qualquer coisa ou qualquer troféu.
Nesse ano de 2010 ganhei muitos amigos viajando, no qual tenho contato quase que todos os dias. O legal de se competir é isso!!
Aproveitando o gancho meu blog passou pra 2° fase do top blog esta entre os 100 classificados na categoria esporte, a partir do dia de hoje se eu não me engano começa a votação da 2a fase, queria agradecer o pessoal que acompanha o blog, quem puder votar de novo tem o link do lado direito da tela.
Quanto ao treino de hoje foi show 75km de bike com muito vento e boas companias!!
Abraços e bóra pra próxima

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O caos do feriado

Esse mês mais prescisamente dia 28 eu fabio, marta,juba,anderson, embarcariamos pra mar del planta, antes fazendo conexao em buenos aires, mais tem um pequeno ou grande problema, deviso ao feriado de 2 de novenbro os voôs estão lotados, porque hoje em dia ir até la não sai tão caro assim, intão muita gente do brasil aproveita feriado la. Mais o problema esta sendo na volta que teria somente dia 04 novenbro só q todo mundo tem que estar aqui antes disso. Ta dificil a agência esta tentando fazer de tudo, provavelmente não farei o pan por isso.
Que chato!!
Abraços bons treinos

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Final do Circuito Mundial Ironman 2010 neste sábado

Neste próximo sábado (9) será dada a largada para final do Circuito Mundial Ironman, com a lendária prova realizada na ilha Kailua-Kona, no Havaí. Os melhores triatletas e muitos amadores, que passaram por seletivas ao redor do mundo, estarão em busca de pódio, marcas, recordes e superações pessoais, e é essa mistura que torna a prova tão especial e única.

A prova com 3.8 km de natação, 180 km de Ciclismo e 42 km de corrida reúnirá 1.800 triatletas, entre eles múltiplos campeões do esporte, como Craig Alexander e Chrissie Wellington, e também mais de três dezenas de brasileiros nas disputas de categorias, que representam quase 2% do total de competidores. Os norte-americanos (44% - 862 atletas), alemães (11% - 214 atletas) e australianos (7,9% - 152 atletas) formam o contingente mais representativo, porém, a prova reunirá atletas de outros 51 países.

Dos 1.800 triatletas, 983 estarão em Kona pela primeira vez para a disputa. O atleta mais novo é um norte-americano de 20 anos, mas chamam a atenção a presença dos também norte-americanos Lew Hollander, com seus 80 anos, e Harriet Anderson, com 75 anos. Os triatletas masculinos ainda são a grande maioria, representando 72,4 do total, mas haverá 530 mulheres na disputa.

Contudo, há nomes para os quais todas as atenções se voltam, como do australiano Craig Alexander, de 37 anos, que conquistou o título de campeão nos dois últimos anos. Entretanto, o campeão de 2007 e conterrâneo, Chris McCormark, também estará na disputa, bem como o alemão Faris Al-Sultan, campeão em 2005. Engrossam a lista de feras nomes como Luke Bell, Terenzo Bozzone, Chris Lieto, o australiano Luke McKenzie, que venceu o Iroman Brasil deste ano, e Andy Potts - campeão do pan-americano no Rio. O argentino radicado no Brasil Ezequiel Morales participará da disputa na Elite.

Na disputa feminina, a tricampeã consecutiva Chrissie Wellington vem para levar o título novamente e defender o recorde do percurso conquistado no ano passado, de 8h54min02s. Chrissie fez história em 2007 ao ser campeã em sua primeira participação na prova. Nos anos seguintes só fez aumentar seus impressionantes feitos. Para fazer frente à britânica, nomes também lendários como o da suíça Natascha Badmann, de 44 anos, seis vezes campeã da prova e a primeira europeia a vencer no Havaí. A campeã e vice-campeã do Ironman Brasil neste ano, a norte-americana Dede Griesbauer, 40 anos, e a checa Tereza Macel estarão na disputa.

Brasileiros com vaga na final do Circuito Mundial Ironman

Gustavo Ayres Netto (M18-24)
Valentin Lopes (M25-29)
Gustavo Almeida (M30-34)
Antonio Ferreira da Silva Neto (M30-34)
Rafael Garcia (M30-34)
Cristiano Solak (M30-34)
Ciro Violin (M30-34)
Cristiano Cris (M35-39)
Rogério Del Nero (M35-39)
Eduardo Fernandes (M35-39)
Marco Gimenes (M35-39)
Wagner Jesus (M35-39)
Jorge Nisinaga (M35-39)
Fabiano Souza (M35-39)
Eduardo Sovierzoski (M35-39)
Rodrigo Taddei (M35-39)
Rogério Capellari (M40-44)
Claudio Gavioli (M40-44)
Samuel Oliveira (M40-44)
Paulo Piza (M40-44)
Ralph Porto (M40-44)
Jorge Pacheco (M45-49)
Alex Valverde (M45-49)
Giancarlo Matarazzo (M50-54)
Ricardo Vasconcellos (M50-54)
Benedito Silva (M60-64)
Ligia Nerici (W18-24)
Luiza Tobar (W18-24)
Ana Taddei (W25-29)
Andrea Bess (W30-34)
Sueli Braz (W35-39)
Maria Goncalves (W55-59)

Campeões recentes do Ironman no Havaí:

2009 - Craig Alexander (Austrália), 8h20min21s
2009 - Chrissie Wellington (Inglaterra), 8h54min02s

2008 - Craig Alexander, 8h17min45s
2008 - Chrissie Wellington, 9h06min23s

2007 - Chris McCormack (Austrália), 8h15min34s
2007 - Chrissie Wellington, 9h08min45s

2006 - Normann Stadler (Alemanha), 8h11min56s
2006 - Michellie Jones (Austrália), 9h18min31s

2005 - Faris Al-Sultan (Alemanha) 8h14min17s
2005 - Natascha Badmann (suíça), 9h09min30s

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Treinos pro Panamericano

O ritimo de treino pro Panamericano de duathlon em mar del plata está a todo vapor, após um periodo descansado é hora de adiquir ritimo de prova.
Hoje treinei bike e corrida.
As 16 horas sai com anderson furlan pedalar 40km treino curto porem intenso foram 30km num ritimo forte em seguida 6x700m no morro do boiadeiro,treino tenso pois a subida é top, subimos a todo vapor.
Logo em seguida cheguei em casa preparei um malto e tomei um gél e sai correr com seu irmão fabio furlan foram 60 minutos de corrida procurando as subidas, no final tava pedindo água ja, o fabinho não perdoa se ta cansado ai que ele força mais, pra min isso é bom.
Agora mereço descanso, e gelo na perna. Na época do brasileiro treinamos juntos e isso rendeu, espero que chegamos na data muito bem.
Nesse mês eu ia fazer o x terra porem a uma dificuldade grande de chegar la,a única compania aérea que vai la pros lados de tiradentes, mais prescisamente em são joão del rey é a trip, mais ela não tem voô de fim de semana. Onibus pra la é muito demorado e devido ao meu trabalho não chegaria a tempo de pegar meu kit por isso desisti da prova. Ano que vem meus amigos irão fazer as provas do x terra ai indo numa galera fica mais fácil.
Bem agora vo descançar que amanha cedo tem treino de natação.
Bons treinos